CAVAS PORTELL - MUITA HISTÓRIA EM CADA GARRAFA

CAVAS PORTELL - MUITA HISTÓRIA EM CADA GARRAFA

CAVAS PORTELL - MUITA HISTÓRIA EM CADA GARRAFA

Cavas Portell

Quando escolhemos um produto, nem sempre temos noção da história por trás dele. Porém, os consumidores estão cada vez mais atentos aos detalhes da escala produtiva e ao propósito das empresas. E a Vinoteca Zarcillo, com o objetivo de trazer ao mercado brasileiro vinhos e cavas com qualidade, história e tradição, vai te contar, com muito orgulho, a história encantadora de um de nossos principais fornecedores: a Cooperativa Vinícola del Sarral que produz os rótulos Portell.

Onde e como tudo começou

Sarral está situada em Conca de Barberà, uma região de tradição vitivinícola. Os restos arqueológicos romanos encontrados em Sarral atestam a existência desta cultura na qual os vinhos tiveram uma grande importância. Mas não era assim até a Idade Média quando a cultura da vinha passou a ter um papel importante na região.. Uma característica de qualidade diferenciadora é que os monges do Cister estabelecidos no local e o Templo da região, transmitiram a sua experiência sobre a produção do vinho.

A partir de meados do século XIX, o cultivo do vinho deu mais um passo gigante . A exportação de vinho e aguardente para o norte da Europa e continente americano tornou o vinho um cultivo quase exclusivo. Mas a filoxera arruinaria completamente aquela época de esplendor.

A miséria despertou a criatividade, os fazendeiros foram se juntando e criando as primeiras “Sociedades” para unificar o trabalho e poder superar uma situação econômica desesperadora. Foram os embriões do cooperativismo agrário que, em Sarral, começou a enraizar-se nos últimos anos do século XIX com a criação da Sociedade dos Trabalhadores Rurais , que se transformou, em 1907, na União Agropecuária. Mais tarde, em 1913, outra organização foi constituída na aldeia que foi denominada União dos Viticultores. Em 1959, as duas organizações se fundiram com o nome de Cooperativa Vinícola de Sarral.

O início da elaboração de cavas e vinhos engarrafados durante o início dos anos oitenta (a elaboração das primeiras cavas , por exemplo, data de 1984); depois foram ampliando e modernizando as instalações primeiro para a elaboração de cavas, e anos depois, vinhos. Mais tarde com uma das particularidades da empresa: os vinhos de efeito agulha, por fermentação natural, com uma das poucas plantas de elaboração deste espumante que há na Espanha.

A incursão da Cooperativa nos mercados internacionais iniciou nos anos 90 e vem acontecendo gradativamente até hoje, mais de cem anos depois da sua fundação - agora com o nome de Vinícola del Sarral e Sociedade de Crédito, Covisal, SCCL -, numa das mais prósperas e dinâmicas cooperativas do sector vitivinícola catalão. Ela é referência e pioneira na implantação de uma filosofia dentro do cooperativismo vitivinícola que rege as etapas com profissionalismo e critérios empresariais, desde a vinha à comercialização.

Tendo a qualidade como objetivo principal, a cooperativa dá uma atenção especial ao meio ambiente e à continuidade dos viticultores no território.

Instalações

A Vinícola de Sarral SCCL foi sendo ampliada e modernizada em torno do galpão modernista construído em 1914, numa área de 12.000 m2, onde se localizam as diversas construções: a armazéns externos, escritórios situados em um antigo moinho reformado modernista, instalações subterrâneas, armazéns, depósitos, o agroshop aberto ao público todos os dias, etc, unidos por duas praças internas que distribuem o conjunto.

Hoje, conta com mais de 100 depósitos de diferentes volumes, com uma capacidade total superior aos 9.000.000 de litros. Os armazéns estão equipados com a mais recente tecnologia para tratar os vinhos com o máximo cuidado desde a recepção da uva à garrafa, com métodos de elaboração de vinhos e cavas baseados na enologia moderna e com o máximo respeito ao meio ambiente. tendo implantado, inclusive placas fotovoltaicas para geração de energia limpa.

2.000m2 de instalações subterrâneas onde repousam até 2 milhões de garrafas de cava em segunda fermentação, as salas de amadurecimento em garrafas e em barricas de carvalho.

A planta moderna de engarrafamento conta com um enchimento isobarométrico, tampas, niveladores, linha de embalagem, etc. Os meios de produção estão em constante evolução para facilitar, a qualquer momento, o controle necessário para garantir aos mercados mais exigentes a máxima qualidade dos produtos, seguindo uma filosofia orientada para o futuro, com progresso técnico mas sem esquecer a história centenária.

O armazém construído em 1914 sob os auspícios da Mancomunidad de Catalunya é obra do ilustre arquiteto Pere Domènech i Roura, fruto do esforço comum do campesinato local para erguer um edifício racional, de grande valor arquitetônico, pioneiro até o incorporação à indústria agrária de especificações técnicas, construtivas e enológicas.

Consiste em uma grande sala de cubas e barris com capacidade total de 18.000 hl. Com uma casa de máquinas nas traseiras do edifício com cais de recepção e dispositivos de entrada e prensagem da vindima.

Nomeada por Ángel Guimerà como uma das "Catedrais do Vinho", pela sua imponência e pela sua distribuição em planta, com corpo central superior e alas inferiores ao estilo das antigas basílicas romanas, com depósito de água pressurizado em forma de sino torre, separada por colunas perfiladas que conferem uma agradável sensação de amplitude e luminosidade.

Ainda temos muito pra falar sobre cultivo das uvas, castas, método de produção das cavas.  Muito conteúdo apaixonante. 

Então, continue seguindo a Vinoteca Zarcillo e experimente as cavas da Portell, disponíveis em nossa loja online.

#cava #espumante #champenoise #Catalunha #vinhocatalao #vinho #historia #vinicola  #enotrip #barrricasdecarvalho #uvas #castas #romanos #espanha #vinhoespanhol #portell #efeitoagulha